fbpx

Já é primavera, a estação das cores e com elas nos comunicamos sem verbalizar. As cores transmitem emoções, induzem sensações, nos inspiram e em uma fração de segundos as cores traduzem o que desejamos dizer sobre nós e a nossa marca.

 

As cores exercem um papel tão significativo em nossa comunicação que um estudo chamado psicologia das cores, revela como nosso cérebro identifica e transforma as diferentes sensações que elas causam em cada pessoa, por isso entender como usá-las é importante.

 

Para o marketing, pensar em cada detalhe, mesmo aqueles que estão ocultos ao produto ou serviço é fundamental para que os estímulos oferecidos estejam de acordo com a mensagem que se quer provocar no consumidor. E cá para nós, a embalagem é a primeira impressão, não por acaso que quando estamos em busca de consumir algum alimento, a qualidade do um produto é inicialmente procurada em sua aparência, depois vem o aroma e o sabor. Por isso, apesar de muitos empreendedores ou profissionais liberais, não se deterem ao fato, diante de tantas outras decisões a serem tomadas, o trabalho de branding é um projeto que pode te ajudar a produzir melhores resultados.

 

E também não por acaso que nós enquanto consumidores, já estamos acostumados a ligar as cores a determinados tipos comportamentos ditados por marcas consolidadas no mercado. Alguns exemplos: o vermelho da Coca-Cola nos transmite energia. O amarelo do Mac Donald’s, a positividade. O colorido da Google nos lembra sobre a diversidade. E isso acontece porque, ao olhar para a cor de uma marca automaticamente somos levados as impressões que ela nos causa sobre o seu posicionamento de mercado, ou seja, conforme valores que a marca qualifica como importantes, as pessoas julgam se estão ou não de acordo com seus interesses e assim optam por consumir ou não.

 

Veja algumas dicas sobre os significados de cada cor:

 

– Vermelho: enérgico, apaixonado, dinâmico.

 

– Rosa: alto astral, estimulante, vibrante.

 

– Laranja: feliz, brilhante, comunicativo.

 

– Marrom: seguro, durável, tradicional.

 

– Amarelo: inovador, radiante, agradável.

 

– Verde: suave, fértil, próspero.

 

– Azul: calmante, confiável, divertido.

 

– Lilás: romântico, curativo, misterioso.

 

– Cinza: prático, eficiente, profissional.

 

– Preto: poderoso, elegante, invulnerável.

 

Além dessas faladas acima, há ainda as variações de tons, e cada tonalidade também tem uma interpretação. Por isso, a escolha das cores para uma marca não pode ser visto como algo sem importância, que se escolhe conforme a cor do time de futebol ou ainda preferência ao se vestir, as cores da marca também representam como a empresa pensa e têm que estar alinhadas aos objetivos e mensagem que se deseja comunicar.

 

*Fonte de pesquisa: “The Psychology of Color”- Carey Jolliffe

 

Gostou do assunto? Leia também:

 

Sou Flavia Machado Okuyama, trabalho com Marketing de Relacionamento porque acredito que as relações humanas são a peça fundamental para melhores negócios. 

Gestora da Class Marketing, uma empresa que ajuda marcas a fazerem a diferença na vida das pessoas.

Quer receber meus conteúdos? Clique aqui e não perca as novidades.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on Twitter